Trabalhos Acadêmicos de Petrolandenses

Frutos da terra

Buscando servir de ponte no diálogo entre seu público e a academia, este IGHP concebe a coleção Trabalhos Acadêmicos de Petrolandenses (TAP) que visa enaltecer os pesquisadores filhos autênticos de nossa terra divulgando suas produções acadêmicas em áreas de concentração envolvendo nossa cidade.

Navegue abaixo pela galeria dos autores prestigiados nesta coleção e conheça um pouco melhor sobre suas histórias de vida e trabalhos científicos.

Pesquisador petrolandense: venha fazer parte dessa história

Sem a pretensão de fazer qualquer juízo de valor sobre o mérito dos trabalhos catalogados digitalmente em nossas distintas coleções, bem como respeitando a indiscutível importância da diversidade dos assuntos abordados nas pesquisas (os quais não necessariamente compreenderão as áreas de concentração científicas base de exame deste instituto), convidamos você, estimado pesquisador, a fazer parte dessa história.

Se você é um pesquisador natural de Petrolândia, seu trabalho acadêmico poderá fazer parte desta coleção. Para submeter sua monografia, tese ou artigo científico para fins de aprovação nesta coleção, basta encaminhar um e-mail para ighpetrolandia@gmail.com com as seguintes informações:

  1. Dados de contato para apresentação no site exclusivo que será criado pelo IGHP para apresentação de seu trabalho: telefone, e-mail e endereços de redes sociais;
  2. Uma foto de seu rosto de boa qualidade (tamanho sugerido 300 x 300 pixels);
  3. Um texto sucinto de sua biografia acadêmica;
  4. Uma versão final anexa em formato PDF de seu trabalho (adicionalmente, caso ache importante que seja divulgado, sites onde o trabalho tenha sido publicado).

Uma vez recebida a documentação acima e tão logo confirmada pela direção deste instituto a aderência do conteúdo abordado em sua produção científica à cidade de Petrolândia, seu trabalho será catalogado digitalmente em alguma de nossas coleções.

Kerollayne Cavalcante Gominho

TAP.01

Artigo científico: Velha Petrolândia: memórias de uma cidade perdida no semiárido pernambucano (2020)