MUP.05 – Dimas Rodrigues

A história que me contaram

Dimas Rodrigues

MUP.05

LINK NO MUSEU DA PESSOA

Autor

Dimas Rodrigues

PUBLICADO EM

26/07/2021

TAGS

1. Futebol 2. Petrolândia 3. Estádio Manuel Anísio da Mota

SINOPSE

De autoria de Dimas Rodrigues, A HISTÓRIA QUE ME CONTARAM traz interessante caso relacionado ao futebol e fala de preconceito e do modo de vida da sociedade petrolandense dos anos 40. Este texto foi vencedor do concurso promovido pelo IGH de Petrolândia, por ocasião do 112º aniversário da cidade e 7º ano de atividade do Instituto, em 09.07.2021.

HISTÓRIA COMPLETA

Petrolândia, final da década de 40. Uma sociedade local sem clube e sem sócios, preconceituosa, reacionária e pobre. Porém, a cada seis meses organizava um baile para se reunir e apresentar os filhos e novos parentes a sociedade. E, claro, confirmar entre si, e suas famílias, que só eles eram dignos de compor aquele grupo.

A família mais culta de Petrolândia era disparada a família Menezes. Eles não se envolviam abertamente em disputas, eram meio neutros e se mantinham a parte dos problemas locais. Evitavam conflitos, tipo assim: quando convidados para um velório não iam. Quando iam, nem choravam e nem sorriam. Desculpem-me , mas a rima me persegue.

Naquele ano o baile fora organizado no salão de espera da estação da rede ferroviária Federal (GREAT WESTERN). Um cidadão recém chegado em Petrolândia, entendeu que o baile era para todos. Então, se embonecou e foi à festa. Não sem antes passar na residência de um sapateiro ,também recém chegado na cidade, que apesar do pouco tempo já era conhecido pelo requinte em dar nó em gravata.

O baile corria dentro da normalidade, até que o desconhecido adentrou ao evento. Estatura media,loiro,trajava um terno de linho branco, sapatos bicolor,camisa azul clara e gravata listrada com um cheio e bem feito nó Windsor. Em pouco mais de dez minutos o cavalheiro em questão estava cercado por senhoras carolas,senhores arrogantes, rapazes ciumentos e donzelas ofegantes.

O barulho era geral, a bandinha tocava um fox e os casais dançavam um baião, mas quem se aproximou ouviu a conversa: “Ousadia,um estranho pé rapado,um mecânico sujo de graxa e óleo ousar macular um grupo sagrado como o nosso? Falta do devido respeito com a alta Sociedade de Petrolândia!”.Então, cercaram o cidadão como se fosse um bandido e o convenceram, quer dizer, convidaram quase que coercitivamente a se retirar.

Depois disso, sobrou o arroubo dos senhores, a fofoca das senhoras, o alivio dos rapazes e a tristeza das moçoilas. Para o bem de todos, isso é , menos das donzelas, o homem foi embora. O baile foi reiniciado e a vida continuou, continuou e continuou…

Por fim, esse homem hoje empresta o seu nome e alcunha ao maior monumento da cidade. Ou seja, o estádio municipal de futebol de Petrolandia, palco de futebol local: ESTÁDIO MANOEL ANÍZIO DA MOTA , O GALEGÂO.

OBS: THE GREAT WESTERN OF BRASIL RAILWAY COMPANY LIMITED foi uma empresa Ferroviária inglesa que construiu e explorou ferrovias no nordeste do Brasil .Em Petrolândia e talvez em parte do nordeste usava-se uma corruptela e todo mundo a conhecia como GRETUESTA.

Petrolândia, 30.06.2021.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s