Postagens recentes

Destaque

Jornal Correio do Sertão

Página 1 Edição 01 de 04.10.1934

Página 2 Edição 1 de 04.10.1934

Página 3 Edição 1 de 04.10.1934

Página 4 Edição 1 de 04.10.1934

Pagina 1 Edição 2 de 14.10.1934

Página 2 Edição 2 de 14.10.1934

Página 3 Edição 2 de 14.10.1934

Página 4 Edição 2 de 14.10.1934

Página 1 Edição 3 de 21.10.1934

Página 2 Edição 3 de 21.10.1934

Página 3 Edição 3 de 21.10.1934

Página 4 Edição 3 de 21.10.1934

Página 1 Edição 4 de 28.10.1934

Página 2 Edição 4 de 28.10.1934

Página 3 Edição 4 de 28.10,1934

Página 4 Edição 4 de 28.10.1934

Página 1 Edição 5 de 04.11.1934

Página 2 Edição 5 de 04.11.1934

Página 3 Edição 5 de 04.11.1934

Página 4 Edição 5 de 04.11.1934

Página 1 Edição 6 de 11.11.1934

Página 2 Edição 6 de 11.11.1934

Página 3 Edição 6 de 11.11.1934

Página 4 Edição 6 de 11.11.1934

Página 1 Edição 7 de 18.11.1934

Página 2 Edição 7 de 18.11.1934

Página 3 Edição 7 de 18.11.1934

Página 4 Edição 7 de 18.11.1934

Página 1 Edição 8 de 25.11.1934

Página 2 Edição 8 de 25.11.1934

Página 3 Edição 8 de 25.11.1934

Página 4 Edição 8 de 25.11.1934

Página 1 Edição 9 de 02,12,1934

Página 2 Edição 9 de 02.12.1934

Página 3 Edição 9 de 02.12.1934

Página 4 Edição 9 de 02.12.1934

Página 1 Edição 10 de 09.12.1934

Página 2 Edição 10 de 09.12.1934

Página 3 Edição 10 de 09.12.1934

Página 4 Edição 10 de 09.12.1934

Página 1 Edição 11 de 16.12.1934

Página 2 Edição 11 de 16.12.1934

Página 3 Edição 11 de 16.12.1934

Página 4 Edição 11 de 16.12.1934

Página 1 Edição 12 de 23.12.1934

Página 2 Edição 12 de 23.12.1934

Página 3 Edição 12 de 23.12.1934

Página 4 Edição 12 de 23.12.1934

Página1 Edição 13 de 30.12.1934

Página 2 Edição 13 de 30.12.1934

Página 3 Edição 13 de 30.12.1934

Página 4 Edição 13  de 30.12.1934

Página 1 Edição 14 de 06.01.1935

Página 2 Edição 14 de 06.01.1935

Página 3 Edição 14 de 06.01.1935

Página 4 Edição 14 de 06.01.1935

Página 1 Edição 15 de 13.01.1935

Página 2 Edição 15 de 13.01.1935

Página 3 Edição 15 de 13.01.1935

Página 4 Edição 15 de 13.01.1935

Página 1 Edição 16 de 20.01.1935

Página 2 Edição 16 de 20.01.1935

Pagina 3 Edição 16 de 20.01.1935

Página 4 Edição 16 de 20.01.1935

Página 1 Edição 17 de 27.01.1935

Página 2 Edição 17 de 27.01.1935

Página 3 Edição 17 de 27.01.1935

Página 4 Edição 17 de 27.01.1935

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Destaque

Quem somos?

Este é o resumo do post.

O que é?

O Instituto Geográfico e Histórico de Petrolândia –  é uma pessoa jurídica de direito privado, com prazo indeterminado, sem fins lucrativos, com autonomia administrativa, financeira e patrimonial, formada por número ilimitado de associados.

Finalidade

O Instituto tem como finalidade a promoção de estudos para o desenvolvimento e  difusão do conhecimento da História, Geografia e ciências afins, especialmente do município de Petrolândia, assim como a defesa do meio ambiente, da cultura e o seu patrimônio.

 

BANDEIRA DE PETROLÂNDIA

Durante o primeiro mandato do Prefeito José Dantas de Lima (1977- 1982), o colégio Municipal São Francisco , que ministrava o curso de contabilidade, sob a direção de Maria do Socorro Nunes de Souza ( Maria de Santo) organizou um concurso aberto a todos os alunos da rede municipal, inclusive os do Núcleo Colonial de Barreiras, com o objetivo de elaborar um escudo representativo , visando a criação da Bandeira do Município.

Contando com o apoio da Prefeitura, que se comprometeu a premiar o vencedor, o projeto tinha como critério a obrigatoriedade de fazer constar no seu desenho características específicas do nordeste e do município e trazer em destaque o rio São Francisco, tão importante para a região.

Alunos de todas as idades se inscreveram. Sob a orientação da professora Maria Leonor Lima e Sá os desenhos foram elaborados, na escola, todos ao mesmo tempo, e em seguida apresentados a uma banca examinadora formada por professores do Colégio.

Ao final, apresentando a mesma paisagem em dois formatos ,Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é projeto-2.jpgEsta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é projeto-1.jpg

o aluno do curso de contabilidade , ARNALDO JOSÉ DE SOUZA,                            , hoje respeitado contador, venceu o concurso.

.Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é whatsapp-image-2020-05-06-at-12.45.35.jpeg

Como prêmio ganhou a dispensa de pagamento de uma anuidade do curso técnico em Contabilidade, que frequentava no Colégio São Francisco.

Passando a ser utilizado como brasão presente na bandeira e documentos oficiais, o projeto vencedor foi reelaborado a fim de se adequar à legislação em vigor. Ganhou as cores da bandeira Nacional; o sol e o mandacaru, respectivamente símbolo do clima causticante do sertão e da flora nordestina foram mantidos; e o rio São Francisco foi complementado por seus afluentes Moxotó e Mandantes, marcos fronteiriços do município na época.Ao topo do escudo, o leão, símbolo da bravura do povo pernambucano, a representar a proteção do Estado.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é brasc383o.png

Trazendo as cores azul e branco da bandeira de Pernambuco , a primeira bandeira confeccionado para o município teve o brasão pintado à mão pela jovem petrolandense, Leone Cruz.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é bandeira.jpg

Apesar de ter passado logo a ser utilizado, somente em 17.08 2016 a obrigatoriedade do uso do brasão é oficializado, após a provação pela Câmara do projeto de Lei 145/2016, apresentado pelo então vereador Carlos Alberto Araújo Correia.

Pesquisa: Paula Rubens

BOLETIM DO SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE PETROLÂNDIA

BOLETIM SINDICATOBOLETIM JANEIRO DE 1980 Trata da 2ª grande concentração de trabalhadores rurais realizada em Petrolândia, no dia 08.01.1980, em exigência ao cumprimento das reivindicações encaminhadas à CHESF pelos atingidos pela barragem de Itaparica.

BATISTÉRIOS DE TACARATU SEC IX

BATISTÉRIOS DE TACARATU SEC IX  Registros de batismos realizados na Paróquia de Tacaratu  no Século IX. Acervo pertencente a paróquia, cujo arquivo físico vem sendo digitalizado pelo Departamento de História da Universidade Federal de Pernambuco com contribuição voluntária do IGH Petrolândia.